São Rafael é o primeiro hospital do Brasil a instalar o Atellica 1500 para rotina em Laboratório

São Rafael é o primeiro hospital do Brasil a instalar o Atellica 1500 para rotina em Laboratório

A equipe do Laboratório São Rafael já está treinada e pronta para utilizar o sistema de automação em Urianálise  Atellica™ 1500, primeiro a ser instalado no Brasil para rotina em laboratório.

O Atellica™ 1500 é um sistema de análise de urina automático digital, que permite gerenciar mais amostras em menor tempo, sem comprometer a confiabilidade dos resultados. Além disso, o Atellica oferece resultados de alta precisão graças a um algoritmo de correção. “Quando a urina escura é testada, o sistema CLINITEK Novus aplica um algoritmo de correção de cor automática para compensar a cor escura. Este algoritmo ajuda a reduzir a taxa de falsos-positivos para bilirrubina, urobilinogênio, creatinina, glicose, cetonas etc”, explicou a gestora do Laboratório do HSR, Agnaluce Moreira.

O equipamento já foi instalado no Laboratório de Análises Clínicas. Em breve, ele entrará em funcionamento, reduzindo custos e aumentando a confiabilidade e produtividade do Laboratório São Rafael.

Paulo Hoff faz abertura do 1º Highlights e visita unidades do HSR

Paulo Hoff faz abertura do 1º Highlights e visita unidades do HSR

Sucesso de público, de abordagem, de troca de conhecimento. O 1º Highlights do Congresso Americano de Oncologia 2018, realizado no último sábado (21/07), no Auditório Luigi Faroldi, demonstrou o sucesso da parceria da Oncologia D’Or, CEHON e Hospital São Rafael. “É uma satisfação receber vocês para este evento. Nós vamos discutir vários temas relevantes que foram apresentados no ASCO. É uma satisfação, também, fazer parte de um projeto precedido por Dr. Paulo Hoff e espero que isso traga para a gente mais contribuições para a ciência adequada, integral e completamente conectada com o up to date da Oncologia do Brasil. É uma honra fazer parte e recebê-lo no São Rafael, que pretende sempre estar na vanguarda da Medicina do País”, declarou Dr. Rafael Vita, diretor regional Norte Nordeste da Oncologia D´Or, que, em seguida, convidou o Dr. Paulo Hoff, líder da Oncologia da Rede D´Or São Luiz, para fazer a abertura do evento. Nas palavras do oncologista, o agradecimento pelo convite e o reconhecimento do crescimento do São Rafael. “Agradeço o convite e a oportunidade de estar de volta a Salvador. Não é a primeira vez que venho ao São Rafael, tive a oportunidade de dar uma aula aqui há 15 anos. Era uma instituição bem menor e é muito bom ver que esse projeto cresceu fazendo uma atividade de cunho científico, social e médico muito importante para o Estado da Bahia, Nordeste e para o País”, destacou Dr. Paulo Hoff. O médico abordou, ainda, a importância de se promover a disseminação do conhecimento e a democratização do acesso à saúde para a população. Após a explanação de Dr. Paulo Hoff, teve início a apresentação dos módulos do evento. O primeiro foi Gastrointestinal e Colorretal, do qual o oncologista também participou. Em seguida, ele visitou as unidades do HSR, quando foram apresentados a ele os serviços e as tecnologias utilizadas para a melhor assistência ao paciente.

O evento continuou ao longo do dia com a apresentação dos demais módulos: melanoma e sarcoma, ginecológico, geniturinário, hematologia, cabeça e pescoço, pulmão e mama. Um sábado de produtivas discussões científicas, voltadas para temas que impactam em práticas diárias de clínicos e cirurgiões, com a missão final de oferecer o melhor tratamento aos pacientes oncológicos.

Parceria do HSR com a APAE promove a inclusão de jovens ao mercado de trabalho

Parceria do HSR com a APAE promove a inclusão de jovens ao mercado de trabalho

Conquistar o primeiro emprego, para todo e qualquer jovem, é sempre um sonho e um grande desafio.

Agora, imagine o que dizem aqueles com deficiência?

Sem dúvida, a resposta é que as adversidades são ainda maiores.

E foi pensando em minimizar esses obstáculos que a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Salvador (APAE), que este ano completa 50 anos, por meio de seu Centro de Formação e Acompanhamento Profissional (CEFAP), decidiu por desenvolver o Programa de Emprego Apoiado, que consiste em preparar pessoas com deficiência intelectual à assumirem postos de trabalho, bem como as empresas, parceiras importantes no processo de inclusão, com o constante apoio da família.

Aqui, no HSR, o programa já está sendo praticado. A instituição contratou, no início deste ano, os primeiros colaboradores desse programa: Eva Vânia dos Prazeres, auxiliar administrativo – do Núcleo de Gestão de Pessoas (NGP), e Rosana Lemos, auxiliar de recepção – da Hospitalidade. Ambas, antes de serem contratadas, participaram do Programa de Educação Profissional desenvolvido pelo CEFAP, que é dividido em três etapas: Formação Básica, Qualificação Profissional e Colocação no Trabalho. “Acreditamos muito nos programas desenvolvidos pelo CEFAP. Por meio deles, da sensibilização de gestores e colaboradores das empresas parceiras e de eventos em que familiares dos aprendizes participam, as barreiras sociais que se estabelecem em relação à pessoa com deficiência são extintas e uma percepção mais abrangente sobre o mundo delas é construída”, declarou Camila Lima, gerente do CEFAP.

Mensalmente, a equipe técnica do CEFAP visita as empresas parceiras para acompanhamento do desenvolvimento dos jovens, bem como para ajustes, quando necessário. Também, a APAE realiza, trimestralmente, palestras de sensibilização para as equipes que trabalham com esses colaboradores. “O Programa tem sido um sucesso e acreditamos na inserção e formação dos jovens profissionais”, pontuou a gerente de RH, Vanessa Santiago.