Central de Marcação: (71) 3409-8000

Conquistar o primeiro emprego, para todo e qualquer jovem, é sempre um sonho e um grande desafio.

Agora, imagine o que dizem aqueles com deficiência?

Sem dúvida, a resposta é que as adversidades são ainda maiores.

E foi pensando em minimizar esses obstáculos que a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Salvador (APAE), que este ano completa 50 anos, por meio de seu Centro de Formação e Acompanhamento Profissional (CEFAP), decidiu por desenvolver o Programa de Emprego Apoiado, que consiste em preparar pessoas com deficiência intelectual à assumirem postos de trabalho, bem como as empresas, parceiras importantes no processo de inclusão, com o constante apoio da família.

Aqui, no HSR, o programa já está sendo praticado. A instituição contratou, no início deste ano, os primeiros colaboradores desse programa: Eva Vânia dos Prazeres, auxiliar administrativo – do Núcleo de Gestão de Pessoas (NGP), e Rosana Lemos, auxiliar de recepção – da Hospitalidade. Ambas, antes de serem contratadas, participaram do Programa de Educação Profissional desenvolvido pelo CEFAP, que é dividido em três etapas: Formação Básica, Qualificação Profissional e Colocação no Trabalho. “Acreditamos muito nos programas desenvolvidos pelo CEFAP. Por meio deles, da sensibilização de gestores e colaboradores das empresas parceiras e de eventos em que familiares dos aprendizes participam, as barreiras sociais que se estabelecem em relação à pessoa com deficiência são extintas e uma percepção mais abrangente sobre o mundo delas é construída”, declarou Camila Lima, gerente do CEFAP.

Mensalmente, a equipe técnica do CEFAP visita as empresas parceiras para acompanhamento do desenvolvimento dos jovens, bem como para ajustes, quando necessário. Também, a APAE realiza, trimestralmente, palestras de sensibilização para as equipes que trabalham com esses colaboradores. “O Programa tem sido um sucesso e acreditamos na inserção e formação dos jovens profissionais”, pontuou a gerente de RH, Vanessa Santiago.