Central de Marcação: (71) 3409-8000
Delegada paraense faz palestra de orientação contra golpes dirigidos aos pacientes hospitalares

Delegada paraense faz palestra de orientação contra golpes dirigidos aos pacientes hospitalares

Os recentes casos de fraudes direcionadas a familiares de pacientes internados em instituições de saúde públicas e privadas, em todo o país, foi o tema da palestra Operação Prontuário, realizada na última quinta-feira (3), no Auditório Luigi Faroldi, no Hospital São Rafael. A convite da Diretoria Geral e Gerência de Recursos Humanos, a delegada civil Karina Campelo, de Belém do Pará, passou informações importantes para colaboradores do HSR e representantes de hospitais convidados sobre como funcionava o sistema de fraudes dirigidas a familiares de pacientes internados em hospitais, com intuito de extorquir dinheiro. Ela e sua equipe foram responsáveis por desarticular a quadrilha que agia de dentro de um presídio no município de Rondonópolis, no Mato Grosso.

Contando com apoio de comparsas, do lado de fora, o grupo atuava organizadamente, levantando informações sobre prontuários de pacientes internados em unidades de terapia intensiva e conseguindo cúmplices, do lado de fora, que abriam contas bancárias nas quais eram depositados os valores obtidos graças à boa fé dos parentes dos pacientes. Movidos pela angústia de terem entes queridos internados em estado grave, os parentes ou responsáveis acreditavam na informação passada, por telefone, pelo falso médico, que exigia depósitos em dinheiro, supostamente para agilizar a realização de exames essenciais à sobrevivência do paciente, como nos inúmeros casos noticiados, recentemente, na Bahia e em várias partes do Brasil.

Embora a quadrilha tenha sido desarticulada e seus integrantes presos (os que ainda não cumpriam pena), a delegada Karina Campelo tem convicção de que o golpe continua a ser aplicado, seja pelos bandidos do mesmo grupo, que obtém acesso a aparelhos celulares e smartphones no presídio, ou por outras facções criminosas, que copiaram a prática bem sucedida. Ela alerta os funcionários, sobretudo os de atendimento, telefonia e recepção a redobrarem a atenção e não fornecerem qualquer informação importante, sem antes se certificarem da identidade do interlocutor.

A delegada encerrou a palestra agradecendo ao HSR pela iniciativa de convidá-la e se colocou à disposição de outras instituições de saúde, para esclarecimentos e informações, e justificou sua iniciativa, falando da similaridade entre a sua missão como policial e a missão dos profissionais de saúde. “Assim como vocês, a gente tem muito amor pelo que faz e não podemos deixar que essas ações maléficas nos intimidem”.

Café Científico aborda prevenção da lesão por pressão

Café Científico aborda prevenção da lesão por pressão

A Associação Brasileira de Estomaterapia – Estomias (Sobest), em parceria com instituições de saúde, está realizando, ao longo deste mês, a campanha “Mude de Lado e Evite a Pressão”. As ações, realizadas em diversas partes do país, inclusive no HSR, fazem parte de um movimento internacional, que tem como data principal 19 de novembro: o Dia Mundial de Prevenção da Lesão por Pressão.

O Hospital São Rafael fez parte da programação dessa campanha e realizou, no dia 10 de novembro, um encontro para abordar a conscientização sobre as lesões por pressão, muito comum em pessoas acamadas e impossibilitadas de mudar de posição. A temática foi trabalhada de forma dinâmica e interativa. Logo no café de recepção, a enfermeira Amanda Miranda, caracterizada com uma fantasia utilizada para explorar os locais prevalentes de lesão por pressão, interagiu com o público e exercitou o conhecimento do tema.

O ciclo de palestra foi aberto pela estomaterapeuta Andressa Guimarães, que apresentou o novo consenso da National Pressure Ulcer Advisory Panel (NPUAP) 2016 sobre lesão por pressão e, ainda, o de lesão por fricção. Na sequência, a subgerente de Enfermagem do HSR, Patrícia Greco, coordenou uma mesa interativa, composta pelas estomaterapeutas presentes, que, além de discutir casos clínicos com a plateia, exercitou todo o conhecimento teórico aplicado à prática. “O HSR trabalha focado na prevenção da lesão por pressão, tendo seus resultados medidos mensalmente, os quais estão abaixo dos referenciados pela Associação Nacional de Hospitais Privados (ANAHP). Esta é uma conquista de um trabalho multidisciplinar, que tem sua prática assistencial embasada cientificamente, desenvolvendo com segurança as barreiras de prevenção, e o maior beneficiado é o nosso paciente”, disse a estomaterapeuta Patrícia Greco.

Ainda, neste evento, foi lançada a campanha “Eu mereço um Estomateraputa”, que visa divulgar a especialidade e buscar atingir o maior número de profissionais especializados atuando junto a pacientes com feridas, estomas e incontinências. A gerente de enfermagem do HSR, Lúcia Ferreira, participou do lançamento e vestiu a camisa em prol da campanha.

Flexibilidade do jejum para coleta de exames

Flexibilidade do jejum para coleta de exames

Agora, ficou mais confortável realizar exames de sangue. Tudo isso porque, a partir de 16 de novembro, o Laboratório do HSR estará pronto para receber pacientes sem o jejum de 12 horas para fazer a coleta de sangue para exame de glicemia e perfil lipídico (colesterol, HDL-c, LDL-c e triglicérides). A nova regra vale, inclusive, para os colaboradores, que não precisarão mais de jejum para a realização de seus exames periódicos.

Um estudo internacional, divulgado em abril deste ano, reascendeu o debate sobre a necessidade do jejum para a realização de exames de perfil lipídico. E esse tema foi um dos assuntos discutidos no último congresso da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial, realizado em setembro de 2016, no Rio de Janeiro. Pois, os exames de colesterol total/frações e triglicerídeos são convencionalmente feitos pelos laboratórios, após 12 horas de jejum do paciente. No entanto, de acordo com a Federação Europeia de Química Clínica e Medicina Laboratorial e a Sociedade Europeia de Aterosclerose, existem vantagens de se utilizar amostras em desjejum em diversos casos.

De acordo com a gestora do Laboratório, Elaine Faria, a unidade do HSR segue as Diretrizes da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica, que publicou, no dia 13 de outubro de 2016, o posicionamento favorável à flexibilização do jejum para perfil lipídico. “Em certas situações clínicas específicas, em que as concentrações de triglicérides são extremamente elevadas, pode existir a necessidade do jejum. A interpretação do resultado do perfil lipídico do paciente deve ser feita com critério pelo médico solicitante, avaliando: o estado metabólico, a indicação do teste e a estratificação de risco”, declarou Elaine Faria.

Saúde Ambiental: estamos de olho!

Saúde Ambiental: estamos de olho!

A Fiocruz Bahia publicou na revista Parasites & Vectors que os bueiros e, consequentemente, a água suja também são focos de reprodução do mosquito Aedes, transmissor das arboviroses: dengue, chikungunya e zika. Portanto, a vigilância continua.

 

 

 

  • Mantenha sua calçada e seu quintal sempre limpos. Nada de resíduos no chão!
  • Coloque o resíduo doméstico em sacos plásticos e mantenha o coletor tampado.
  • Mantenha a caixa d’água bem fechada.
  • Encha os pratinhos dos vasos de plantas com areia até a borda.
  • Mantenha as garrafas com a boca virada para baixo, evitando o acúmulo de água.
  • Acondicione pneus em locais cobertos.
  • Se o ralo não for de abrir e fechar, coloque uma tela fina para impedir o acesso do mosquito à água.
  • Envolva seus familiares, vizinhos e amigos. Essa campanha é responsabilidade de todos!