Central de Marcação: (71) 3409-8000

Agora, ficou mais confortável realizar exames de sangue. Tudo isso porque, a partir de 16 de novembro, o Laboratório do HSR estará pronto para receber pacientes sem o jejum de 12 horas para fazer a coleta de sangue para exame de glicemia e perfil lipídico (colesterol, HDL-c, LDL-c e triglicérides). A nova regra vale, inclusive, para os colaboradores, que não precisarão mais de jejum para a realização de seus exames periódicos.

Um estudo internacional, divulgado em abril deste ano, reascendeu o debate sobre a necessidade do jejum para a realização de exames de perfil lipídico. E esse tema foi um dos assuntos discutidos no último congresso da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial, realizado em setembro de 2016, no Rio de Janeiro. Pois, os exames de colesterol total/frações e triglicerídeos são convencionalmente feitos pelos laboratórios, após 12 horas de jejum do paciente. No entanto, de acordo com a Federação Europeia de Química Clínica e Medicina Laboratorial e a Sociedade Europeia de Aterosclerose, existem vantagens de se utilizar amostras em desjejum em diversos casos.

De acordo com a gestora do Laboratório, Elaine Faria, a unidade do HSR segue as Diretrizes da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica, que publicou, no dia 13 de outubro de 2016, o posicionamento favorável à flexibilização do jejum para perfil lipídico. “Em certas situações clínicas específicas, em que as concentrações de triglicérides são extremamente elevadas, pode existir a necessidade do jejum. A interpretação do resultado do perfil lipídico do paciente deve ser feita com critério pelo médico solicitante, avaliando: o estado metabólico, a indicação do teste e a estratificação de risco”, declarou Elaine Faria.