Central de Marcação: (71) 3409-8000

Mais de três mil baianos já foram tratados com a nova técnica. | Foto: Divulgação Ascom – HSR

A história da saúde do país ganha mais um capítulo escrito pelo Hospital São Rafael (HSR). Por meio de parceria firmada entre a instituição e a Prefeitura de Salvador, desde 2013, mais de três mil baianos, portadores de varizes crônicas, receberam tratamento por Escleroterapia Ecoguiada com Espuma – uma técnica eficaz, pouco invasiva e que ainda permite rápida recuperação. E, a partir de agora, pacientes de todo o país também poderão realizar o tratamento pelo Sistema único de Saúde (SUS), pois o Ministério da Saúde incorporou o procedimento no rol de cobertura do SUS, garantindo ampliação do acesso ao serviço, para a população de todo o Brasil. A publicação dessa portaria foi realizada, no dia 31 de janeiro, no Diário Oficial da União.
Para ter acesso a escleroterapia com espuma, em Salvador, os pacientes são triados nos postos de saúde da capital onde já fazem acompanhamento clínico. Os casos que preenchem o perfil para a realização do tratamento são encaminhados ao São Rafael, tendo prioridade aqueles que apresentam condição clínica crítica, como úlceras (feridas). “O tratamento é eficaz e de baixo custo. Não é necessária sala operatória, anestesia e internamento. Em vez de retirarmos as varizes cirurgicamente, a inativamos, sem cortes. No ambulatório, injetamos a espuma tratando as varizes e úlceras venosas que são responsáveis pela baixa autoestima da pessoa e até mesmo pelo afastamento do trabalho devido a dores, inchaços, inflamação e diminuição da qualidade de vida”, pontua o médico angiologista, Marcelo Liberato, difusor da técnica no Brasil.