Hospital São Rafael sedia evento sobre envelhecimento ativo e saudável

Hospital São Rafael sedia evento sobre envelhecimento ativo e saudável

O número de idosos no Brasil está em ascensão. Dados do último levantamento do IBGE revelam que existem mais de 29 milhões de pessoas com mais de 60 anos e, até 2030, a expectativa é que esse número dobre. Ainda segundo o órgão, somente em Salvador, o número ultrapassou a casa dos 400 mil. O aumento se deve aos cuidados frequentes com a saúde e elevação da expectativa de vida. Dentro desta perspectiva, o Hospital São Rafael (HSR) realizou o 4º Seminário sobre Envelhecimento Ativo e com Hábitos Saudáveis, no dia 4 de maio.

O auditório Luigi Faroldi ficou lotado. Mais de 200 pessoas participaram do seminário, entre profissionais da saúde, estudantes da área e demais prestadores de serviços que lidam com a terceira idade. A programação do encontro, que ocorreu das 8h às 13h, foi repleta de palestras que envolvem assuntos ligados à nutrição, cuidados com o coração, impacto do tratamento regular nas doenças crônicas do idoso e outros temas que envolvem este público.

De acordo com o organizador do evento e médico geriatra do HSR, Dr. Wenceslau Alonso, o objetivo do evento é disseminar a importância da vida ativa para evitar e combater doenças comuns nesta parcela da população que só tende a crescer. “Isso significa que, embora não possamos controlar fatores intrínsecos como a genética, o envelhecimento é inexorável, mas as pessoas estão cada vez mais optando por um estilo de vida mais saudável e ativo, incorporando no dia a dia hábitos que preservam a saúde mental, aumentando a probabilidade de viver mais e melhor”, detalhou Dr. Wenceslau, garantindo que o seminário transcorreu de forma harmoniosa e bem sucedida, com participação ativa do público, que elogiou o evento e, na ocasião, já solicitou uma nova edição do seminário.

HSR forma primeira turma do Curso de especialização em Odontologia Hospitalar

HSR forma primeira turma do Curso de especialização em Odontologia Hospitalar

Em parceria com o Centro de Especialidades em Saúde (CESA) / UNINGÁ, o Hospital São Rafael concluiu a formação da primeira turma do Curso de especialização Lato Sensu em Od​ontolo​gia Hos​pitalar​​, com ênfase em Laserterapia. Ao longo do curso, que teve duração de 18 meses, os estudantes compreenderam a importância da presença do cirurgião-dentista no ambiente hospitalar, inserido numa equipe multidisciplinar nas diversas especialidades da Medicina, e sua contribuição para minimizar o risco de infecções, reduzir o uso de nutrição enteral e parenteral, diminuir a quantidade do uso de antibióticos e/ou outros medicamentos e o tempo de internamento, consequentemente promovendo melhor qualidade de vida ao paciente.

Para a coordenadora do curso, Isa Barboza, a especialização vem atender a crescente demanda do mercado, qualificando os cirurgiões-dentistas para realizarem procedimentos odontológicos em pacientes no âmbito hospitalar. “Tenho a certeza que nenhum curso é por si mesmo tão perfeito que não necessite de aprimoramento, nem tão imperfeito que não possa ser melhorado. Por isso, sinto-me gratificada por concluirmos essa especialização com alunas dedicadas, com alto padrão de respeito e envolvidas na busca do conhecimento da Odontologia Hospitalar, nova área de atuação da Odontologia brasileira”, pontuou Isa, fazendo questão de registrar seu agradecimento a todos que contribuíram para que o curso fosse concluído:

“Agradeço de coração aos pacientes – nossos verdadeiros Mestres –, a parceria sempre da admirada colega e professora Aparecida Marques, em todos os momentos da coordenação do curso, somando-se  a Viviane Popi (CESA), Litza Gusmão (HSR), em uma coordenação harmônica e a todos os professores que enriqueceram nosso curso com seus saberes, vivências e disponibilidade: Dr. Guilherme Garcia, Dr. Marco Aurélio Salvino, Dr. Diego Nunes, Dr. João Garcez Filho, Dr. Ulisses  Ancelmo, Dr. Erenaldo Rodrigues Junior, Dr. Antonio Pinheiro, Antônio Júlio Nascimento, as cirurgiãs-dentistas Tânia Lucia Carvalho e Sarah  Damaceno, enfermeiras Marlize Brandão e Cidicleide Improta, psicóloga Carolina Couto, nutricionista Luciana Araújo, fonoaudiólogas Gabriela Lima, Vanessa Adorno e Milena Neves, fisioterapeuta Graziela Paulino e a pedagoga Jucilene Queiroz. Também agradeço ao Marketing do HSR, por todo apoio na divulgação e cobertura do curso, a Ana Rafael, assistente de Saúde Bucal do HSR, e os demais não citados aqui.”

XI Congresso Baiano de Oftalmologia e X Jornada do HSR têm início nesta quinta-feira

XI Congresso Baiano de Oftalmologia e X Jornada do HSR têm início nesta quinta-feira

Começou na manhã desta quinta-feira (25), no Hospital São Rafael (HSR), em Salvador, o XI Congresso Baiano de Oftalmologia, realizado para oferecer aos profissionais da área atualização científica e apresentar as inovações em Oftalmologia para o tratamento e diagnóstico das diversas doenças oculares.

 

O evento, realizado por meio de uma parceria entre a Sociedade de Oftalmologia da Bahia (SOFBA), a Sociedade de Oftalmologia de Feira de Santana e o HSR, contou com a participação de médicos de diversas partes do Brasil, que se reuniram no Auditório Luigi Faroldi para tratar de temas como catarata, retina, córnea e doenças externas, lentes de contato, glaucoma, entre tantos outros assuntos que serão abordados até o próximo sábado (27).

 

Durante o congresso, foram apresentados diversos casos clínicos que foram discutidos entre os profissionais participantes do evento, entre os quais, oftalmologistas do HSR, como Otacílio Maia – Organizador da Jornada de Oftalmologia do hospital, Eduardo Marback, Mila Sampaio, Iluska Agra, Carina Loiola, Epaminondas Mendes, Patrícia Marback, além do coordenador médico do serviço, Roberto Marback.

 

Para conferir a programação completa do evento, clique aqui!      

HSR celebra Festa do Arcanjo São Rafael

HSR celebra Festa do Arcanjo São Rafael

Pacientes, acompanhantes e familiares, além de colaboradores e moradores da região participaram da Missa Festiva em Honra ao Arcanjo São Rafael, padroeiro do HSR, realizada nesta quinta-feira (25), na capela externa da instituição. A celebração foi conduzida pelo capelão do hospital, padre Bento Viana que, durante a homilia, fez referências a todos os pacientes internados e colaboradores chamados Rafael e Rafaela.

Outubro Rosa: autoestima itinerante movimentou as unidades oncológicas do HSR e Ludovica

Outubro Rosa: autoestima itinerante movimentou as unidades oncológicas do HSR e Ludovica

Assim como acontece todos os anos, durante o Outubro Rosa, mês utilizado para propagar informações sobre o câncer de mama, bem como a importância da prevenção e do diagnóstico precoce da doença, profissionais da equipe multidisciplinar (Psicologia, Serviço Social, Nutrição e Enfermagem) do Hospital São Rafael se reuniram, na última quinta-feira (18), para percorrer as unidades oncológicas da instituição e promover momentos de conscientização e valorização do autocuidado, em mais uma edição do Programa Autoestima Itinerante, que também passou pelo Centro de Oncologia Irmã Ludovica Sturaro, em Pau da Lima, na manhã desta quarta-feira (24).

 

Na ocasião, o carinho rosa com lenços, toucas, perucas e bijuterias fez a alegria de pacientes, acompanhantes e colaboradores, que também passaram por sessões de maquiagem.

 

A make ficou por conta da nutricionista Luciana Araújo, que além de deixar as mulheres ainda mais belas, arrancou sorrisos de todas com a sua performance estilo youtuber, explicando passo a passo as maquiagens realizadas. Já o trabalho com os lenços foi realizado pela assistente social Viviane Santos e pela psicóloga Carolina Couto.

HSR recebe médicos de diversas partes do Brasil para o 20º Curso de Escleroterapia com Espuma

HSR recebe médicos de diversas partes do Brasil para o 20º Curso de Escleroterapia com Espuma

As atividades teóricas e práticas foram realizadas no Auditório Luigi Faroldi, no Hospital São Rafael. Foto: Divulgação Ascom – HSR

 

Angiologistas de diversas partes do Brasil estiveram no Hospital São Rafael, em Salvador, no último final de semana (de 19 a 21/10), onde participaram do 20º Curso de Escleroterapia com Espuma, realizado por meio de uma parceria entre o Monte Tabor, o Instituto Ruettimann, a Prefeitura de Salvador e o Hospital São Rafael (HSR).

Além do angiologista do HSR, Marcelo Liberatto, difusor da técnica no Brasil e facilitador do curso, esta edição contou com a participação de um dos maiores especialistas da área, o médico e professor italiano Attilio Cavezzi. Durante os três dias de curso, iniciado na sexta-feira (19), os profissionais participaram de atividades teóricas e práticas sobre a técnica, que evita anestesia, cortes e internamento no tratamento de varizes, problema que atinge mais de cinco milhões de brasileiros. Além disso, os cuidados com as feridas e as técnicas de compressão para úlceras venosas também fizeram parte da abordagem realizada pelos palestrantes.

De acordo com Marcelo Liberato, o procedimento visa garantir o acesso à população de baixo poder aquisitivo a um tratamento “mini-invasivo”, seguro, rápido e realizado em ambiente ambulatorial. “Tão eficaz quanto a cirurgia convencional, o procedimento diferencia-se por tratar as varizes e úlceras (feridas) varicosas, sem necessidade de anestesia, cortes ou internamento. O nosso programa municipal já beneficiou aproximadamente cinco mil soteropolitanos”, destacou.

 

Dr. Marcelo Liberatto, difusor da técnica no Brasil e facilitador do curso, ao lado de um dos maiores especialistas da área, o médico e professor italiano Attilio Cavezzi. Foto: Divulgação Ascom – HSR

 

Como funciona
A espuma de polidocanol (esclerosante) é injetada na veia varicosa, fechando-a e desviando o sangue para as veias normais, de maneira que seja restabelecida a plena circulação nos membros inferiores. “O paciente chega ao ambulatório, recebe a sessão de espuma e sai andando com o curativo e a meia de compressão elástica. Seguramente, esta técnica é uma esperança para diminuir as longas filas de espera para o tratamento das varizes e úlceras venosas e, com isso, o sofrimento de quem as carrega consigo”, explicou Marcelo Liberato.

Acesso ao Serviço
Durante o projeto de pesquisa e trabalhos voluntários, centenas de pacientes receberam o tratamento gratuitamente no Hospital São Rafael. Os resultados foram tão satisfatórios que renderam o convênio com o município, garantindo atendimento aos doentes graves. Os pacientes tratados têm entre 18 e 94 anos de idade. Muitos estavam encostados pelo INSS ou haviam se aposentado por invalidez, antes de terem acesso ao tratamento.

O critério utilizado para o atendimento é a gravidade da situação. Para fazer essa triagem, foram treinados mais de 250 profissionais da área de saúde, locados em 110 postos de saúde espalhados por Salvador. Enfermeiros e técnicos realizam a primeira seleção, em seguida um médico angiologista também avalia a situação antes de direcionar o paciente ao tratamento.