Perguntas e Respostas Frequentes

Está com dúvidas? Confira abaixo algumas das respostas para as perguntas mais frequentes realizadas sobre exames laboratoriais e imunização.

VACINAS

Meu filho está resfriado e com tosse frequente. Ele pode ser vacinado?

Seu filho não está bem e você acha que vaciná-lo com a imunidade baixa é um problema? Os especialistas garantem que não! Resfriado, infecções ou tosse não atrapalham a eficácia da vacina, nem deixam a criança mais vulnerável a reações adversas. A única ressalva é para estados febris: se o seu filho estiver com febre maior do que 38º C, é recomendado adiar a imunização e consultar um médico.

Com quanto tempo a pessoa fica protegida após a aplicação de uma vacina?

O desenvolvimento de anticorpos ocorre, em média, após 15 dias da aplicação da vacina.

A criança com refluxo gastresofágico pode ser vacinada?

Sim, inclusive pode utilizar as vacinas orais.

Existem vacinas que transmitem doenças?

Algumas vacinas que têm na sua composição micro-organismos vivos (sarampo, caxumba, rubéola, varicela e febre amarela) podem apresentar como evento adverso uma reação vacinal semelhante a uma forma muito branda da doença que é autolimitada.

Pode-se tomar mais de uma vacina no mesmo dia? As reações são maiores?

Várias vacinas podem ser feitas no mesmo dia, desde que autorizadas tecnicamente através de estudo científico. Devem ser aplicadas nas suas apresentações individuais e em locais anatômicos diferentes. A aplicação simultânea de vacina não aumenta efeito adverso.

Existe alguma contraindicação para fazer o uso da vacina?

A primeira contraindicação é alergia a algum componente da vacina, que é avaliada através da aplicação do questionário. Contudo, pode acontecer reação a algum componente no qual o indivíduo não saiba previamente que é alérgico. Pacientes grávidas, com HIV, doenças agudas febris grave, transfusão de sangue e derivados devem ter avaliação médica prévia.

O que fazer se a dose de uma vacina não for aplicada no intervalo de tempo programado?

Complementa-se o esquema e não é preciso recomeçar do zero! Toda a dose de vacina administrada é aproveitada em função da memória imunológica do indivíduo e por esta razão só há necessidade de complementar o resto do esquema vacinal. Uma exceção é a vacina contra cólera, pois, se o intervalo entre as doses não for respeitado, o esquema de ser recomeçado. Do mesmo modo, a antecipação de uma dose de vacina só é validado se a vacina for realizada quatro dias antes do intervalo mínimo de 30 dias.

 

Quanto tempo após tomar a vacina é possível engravidar sem riscos?

Só existe restrições para engravidar com as vacinas do tipo viral atenuado como a rubéola, varicela e febre amarela. A gravidez só deve ocorrer 30 dias após a vacinação. A vacina de HPV deve ser interrompida e retornar, após o parto.

Quais vacinas são contraindicadas para gestantes?

As vacinas atenuadas como tríplice viral, varicela e febre amarela são contraindicadas para gestantes. Devido à epidemiologia atual e à alta de incidência de coqueluche, a vacina tríplice acelular do adulto é indicada e extensiva às pessoas que convivem e cuidam de recém-nascidos.

Por que não se pode usar Ácido Acetilsalicílico?

Salicilatos, como a aspirina, devem ser evitados até seis semanas após a aplicação. Esta associação pode causar a síndrome de Reye (inflamação cerebral e hepática), doença rara que pode ser letal.

Por que a vacina contra rotavírus não deve ser aplicada fora da faixa etária preconizada?

A vacina contra rotavírus não deve, de forma alguma, ser aplicada fora das faixas etárias estabelecidas. Foi documentado, em estudos realizados com a vacina anterior, riscos maiores de ocorrência de invaginação intestinal em crianças que utilizaram a vacina fora da faixa etária preconizada.

EXAMES

Atividade física interfere nos resultados dos exames de laboratório?

Atividade física intensa pode interferir em alguns exames como glicemia, PSA, fator VIII da coagulação, dentre outros. Os exames devem ser colhidos em condições bem definidas. Exames feitos após esforços físicos poderão ter eventualmente os seus resultados com valores diferentes dos realizados em condições normais.

Bebida alcoólica pode alterar o resultado de exames?

Sim. O álcool altera os valores de alguns exames como o colesterol, triglicérides, gama glutamil transferase (Gama GT). O ideal é, antes da coleta de sangue, ficar pelo menos 72 horas sem ingerir qualquer bebida alcoólica.

Com febre ou gripe posso realizar exames de laboratório?

Consulte o seu médico ou o laboratório antes de realizar os exames. Alguns deles são solicitados para diagnosticar a causa da febre e de outros sinais e sintomas e servem para orientar a conduta médica.

Exames podem ser coletados no período da tarde?

A maioria dos exames sim. Existem exceções, como por exemplo: cortisol, ferro, ACTH e TSH . Estes devem ser coletados pela manhã, pois ocorrem variações durante o dia. Algumas vezes o próprio médico solicita a realização de exames em horários específicos.

Os exames realizados em jejum têm que ser colhidos pela manhã?

Nem todos. Para a maioria dos exames, desde que se obedeça o tempo estipulado de jejum, a coleta pode ser realizada também no período da tarde.

O fumo causa interferência nos resultados de exames?

Sim. Em vários exames, como por exemplo os de agregação plaquetária e curva glicêmica. O ideal é evitar fumar no dia da coleta de sangue.

Os contrastes utilizados em exames de imagem interferem em exames de laboratório?

Eventualmente podem interferir. O ideal é que a coleta de sangue seja realizada antes do uso dos meios de contrastes.

Medicamentos interferem em exames de laboratório?

Vários medicamentos podem interferir em exames de laboratório, e, por esse motivo, o uso de medicamentos deve ser informado às recepcionistas do laboratório. A suspensão de qualquer medicamento, antes da coleta de exames, só pode ser feita por seu médico.

Beber água interfere no jejum?

Não. A ingestão de água não significa que o jejum tenha sido quebrado.

O jejum pode ser dispensado para realização de exames?

O ideal é consultar o laboratório com relação ao tempo de jejum para a realização dos exames. A maioria dos exames dispensa jejum. Porém pode haver a necessidade de orientação específica, pois a concentração de algumas substâncias dosadas podem variar após a ingestão de alimentos.

Crianças necessitam fazer jejum para realizar exames?

Crianças e recém-nascidos devem ter tempo de jejum reduzido ou até mesmo abolido a depender do exame solicitado.

Jejum prolongado altera o resultado dos exames?

Um tempo de jejum prolongado (superior a 15 horas) pode causar interferência no resultado de alguns exames. Em casos específicos, consultar o analista laboratorial.

Menstruação interfere nos resultados dos exames de laboratório?

Diversos hormônios variam com a fase do ciclo menstrual e portanto é importante informar no momento do cadastro a data da última menstruação. Para exames de urina o ideal é realizá-lo fora do período menstrual.

A urina só pode ser coletada no laboratório?

Não, mas é necessário que as orientações, principalmente de higienização e tempo de entrega do material no laboratório, sejam obedecidas. A entrega da urina deve ser feita num prazo máximo de 2 horas após a coleta.

A urina tem que ser sempre a primeira da manhã?

Preferencialmente a primeira urina matinal ou com no mínimo 3 horas de retenção após a última micção.

Creme vaginal interfere nos exames de urina?

Não, desde que os cuidados para não misturar esses cremes à urina sejam adotados como: higiene vaginal na hora de colher a urina e o uso de tampão vaginal.

O uso de laxante pode interferir na realização de exames de fezes?

Não é recomendado o uso de laxantes para realização de exames de fezes.

É necessário fazer dieta especial para realização do exame pesquisa de sangue oculto?

Não. Este exame dispensa dieta pois o teste é específico para anticorpo anti-imunoglobulina humana. Recomenda-se , sete dias antes da coleta das fezes, não ingerir aspirina, anti-inflamatórios e bebidas alcoólicas em grande quantidade. Não coletar a amostra no período menstrual.

Como devo realizar a coleta de urina de 24 horas para realização de exames?

O paciente deve eliminar a primeira urina do dia, esvaziando totalmente a bexiga e desprezar esta urina anotando o horário. A partir daí coletar toda a urina das próximas 24 horas no recipiente apropriado , inclusive a primeira urina do dia seguinte no mesmo horário. Refrigerar a urina durante toda a coleta. É fundamental que não se perca nenhum volume da urina de 24horas. A coleta do volume correto é fundamental para o resultado fidedigno.